Congregação de Jesus

A Congregação de Jesus foi fundada por Mary Ward, inglesa, que viveu entre o século XVI e XVII, época de perseguição aos católicos na Inglaterra, sob o reinado de Isabel I que era contra a Igreja Católica. Neste tempo, a Família Ward colocou no seu brasão a Cruz de Cristo como símbolo de sua fidelidade à Igreja Católica.

Foi nesse ambiente de perseguição, mesclado com os valores cristãos vividos pela família e os exemplos heróicos dos mártires que davam a vida pela fé, que Mary Ward sentiu-se chamada a entregar-se a Deus na Vida Religiosa, justamente para defender a fé católica na sua pátria, ora perseguida.

 

Como não era permitido ter conventos e muito menos escolas católicas na Inglaterra, por causa da perseguição, Mary Ward, com algumas companheiras, também inglesas, dirigiu-se à Bélgica e, em 1609 fundou a Congregação de Jesus com a finalidade de propagar e defender a fé e a justiça através da educação e outros campos de trabalhos apostólicos que se fizessem necessários para melhor servir a Igreja. Fundou o primeiro colégio para atender os jovens, até então distantes da cultura e dos princípios cristãos. Tinha também como alvo a promoção da mulher dando-lhe o direito aos estudos e à participação na vida social até então negada pelas circunstâncias políticas e culturais da época. No seu plano escreveu: “...também as mulheres, a seu modo, podem fazer algo de extraordinário neste tempo de tribulação espiritual”.

 

Ela queria uma Congregação sem clausura, aberta à educação da juventude e a qualquer tipo de apostolado que a Igreja necessitasse, de acordo com seu tempo e lugar, julgando ser esta uma das formas para melhor contribuir na propagação e defesa da fé e da justiça para a construção de um Reino de amor para todos, com especial carinho aos empobrecidos.

 

Nas Constituições da Companhia de Jesus encontrou o modelo para as atividades apostólicas onde, até hoje, a filosofia educacional das nossas escolas se inspira na espiritualidade inaciana. A meta da nossa tarefa educativa não pode ser o homem e nem um modelo determinado, muito menos o homem que nós imaginamos, mas sim é o SER HUMANO criado e querido por Deus em sua unicidade pessoal, cabendo-nos a responsabilidade de uma educação humanista, personalizada. Promover o desenvolvimento científico como essencial para exploração e conhecimento do mundo e a espiritualidade como condição para a conquista do universo interior.

 

Como na época não se pensava em Congregações religiosas femininas de vida ativa, sem clausura, Mary Ward teve de lutar muito para conseguir a aprovação de sua obra, mas nunca desistiu. Finalmente foi aprovada como Congregação de direito Pontifício e hoje se faz presente nos cinco continentes.

 

O Santo Padre o Papa Pio XII, no primeiro Congresso Mundial dos leigos, em 1951, citou Mary Ward como modelo de trabalho apostólico quando disse: “Convém lembrar das grandes figuras da história católica: uma delas é Mary Ward, esta mulher incomparável que, nas horas mais negras e mais sangrentas, a Inglaterra deu à Igreja”.

 

Mary Ward destacou-se por sua fé inabalável e seu amor profundo a Jesus Cristo a ponto de fazer de sua vida uma eterna busca da vontade de Deus tendo Jesus Cristo  como caminho, Verdade e Vida. É de sua autoria o pensamento: “Não te contentes com o que é menos que Deus”.

 

Ela soube assumir a missão com fé acreditando num Deus que se faz presente e continua a obra redentora de libertar, resgatar e promover a vida servindo-se das pessoas que se comprometem na luta pelo amor e pela justiça. A Educação é um dos campos privilegiados para o cultivo desses valores. Promover a formação integral do aluno, a partir dos valores do evangelho, com cuidado e interesse para com cada ser humano, estimulando a criatividade, a imaginação e a abertura ao novo, desenvolvendo a competência de estar sempre em busca dos melhores resultados, dentro de uma filosofia humano cristã baseada nos princípios e valores deixados pelo pedagogo e mestre Jesus Cristo.

 

Em 1934 a Congregação de Jesus chegou ao Brasil e se faz presente nos estados do Amazonas, Piauí, Minas Gerais, São Paulo e Paraná. Atua no Campo da Saúde, Promoção Humana, nas pastorais na zona urbana, rural e ribeirinha, no caso do Amazonas, assim como no Campo da Educação nos colégios em São Paulo: Instituto de Educação Beatíssima Virgem Maria, no Brooklin, Colégio Mary Ward, no Tatuapé e Escola Santa Maria no Bairro no Brás.

 

Em 2009 tivemos o grande jubileu, quando a Congregação de Jesus completou seus 400 anos de existência. Mary Ward, ao longo de sua vida, sempre nos mostrou que a perseverança, a ousadia e a coragem fazem parte de nossa missão e só as obteremos suficientemente se vivermos unidos ao nosso Deus, fonte de graça e de vida. Segue um pensamento que ela nos deixou: “Amai sempre a verdade, procurai a ciência, não por si mesma, mas por amor ao fim pelo qual nos conduz, que é Deus”. 

 Rua Santa Rita, 202 - Pari - São Paulo - SP
Fone: (11) 2292.3549
  • Facebook
  • Instagram