• juliarossiand

As voltas no ONU Mulheres

Delegados se reúnem mais um dia para debater o tópico da violência contra mulher


Hoje, 19 de setembro, os delegados se reúnem no ONU Mulheres para falar sobre violência contra a mulher, ontem após terem dado voltas e voltas no primeiro e segundo tópico da agenda, “Tipos e causas de Violências” e “Métodos de Prevenção” , os delegados na tarde de hoje voltam mais uma vez ao tópico, girando em círculos. A delegação da Coreia do Sul sugere uma proposta inviável a fim de combater a problemática do assédio nas ruas.

A ideia trazida pela Coreia do policiamento como forma de prevenir assédio nas ruas e criação de delegacias para mulher em cada bairro, foi descredibilizada pelos Estados Unidos da América quando discursou sobre a inviabilidade de construção de delegacias em cada bairro devido a pouca verba que existe em certos países. Para solucionar esse problema trazem para a discussão a ideia da criação de um canal de denúncias 24 horas.

É sugerido também a criação de campanhas contra o assédio como contraposição à ideia das delegacias, trazida pela Coreia, como ideia mais viável economicamente, e que teria um efeito a longo prazo. O Brasil levanta que as campanhas em meios midiáticos e criação de aplicativos para relatar a assédio e outros tipos de violência de gênero seria uma boa proposta a curto prazo para solucionar o problema.

Foram sugeridas ideais que envolvem o setor privado, como a criação de meio de denúncias em sites de grandes empresas, sugerida pelo Brasil e citou como exemplo a empresa brasileira Magazine Luiza que colocaram em suas plataformas meios de denúncias. Também foi levantado pelo Estados Unidos a ideia de palestras sobre assédio no meio de trabalho nas empresas.

Sobre a violência sexual mais relacionada as crianças foram sujeitas aulas de educação sexual, peças de teatro e debates nas escolas, criação de campanhas, uso de desenhos e meios midiáticos como televisão ou com uso de meio impresso como por estórias em quadrinhos. E foi assim que se encerrou a primeira seção.


1 visualização
 Rua Santa Rita, 202 - Pari - São Paulo - SP
Fone: (11) 2292.3549
  • Facebook
  • Instagram