Buscar
  • Mohamad Yassine

Em meio ao calor do debate, um dos países conduz apoio ao uso de hormônios em transexuais - CDH

Países se reúnem hoje, na cúpula do Conselho dos Direitos Humanos para discutir a inserção de transgêneros nos esportes (inter)nacionais.



Nesta sexta-feira, 1 de outubro, ocorreu a abertura da reunião do CDH, Conselho dos Direitos Humanos, que tratava a respeito da inserção dos transexuais nos esportes e competições. Dos países que participaram da reunião, apenas um deles era a favor da inserção das pessoas transexuais nos esportes, a Índia. Como solução, sugeriu o uso de hormônios em transexuais para equilibrar o desempenho dos transexuais nas competições em relação às pessoas cis.


A Índia, mesmo mostrando claramente seu apoio a inserção dos transexuais nos esportes, não convenceu ninguém com seus discursos. Alguns países mostraram claramente sua insatisfação com o uso de hormônios em transexuais, pois em algumas competições é considerado “doping” esportivo o uso de hormônios em atletas. Segundo o site o comitê olímpico internacional, “o doping esportivo é utilização, por um atleta, de substâncias não naturais ao corpo para melhorar seu desempenho artificialmente”.

Atualmente, durante competições esportivas internacionais, os jornais publicam escândalos envolvendo técnicos e atletas pegos no exame antidoping. O grande questionamento é, essa resolução de ideias a cerca das olimpíadas pode ser considerada quando em um cenário de competições internacionais mediadas por nações, mas quando são competições de categorias de entrada, a soberania do país se colocara acima das discussões da cúpula do CDH? E ainda, sem a realização de testes científicos que detalham resultados sobre competições com transexuais?


45 visualizações0 comentário