• isaadorasammarco

Estados Unidos da América se recusam a participar das Olimpíadas, caso sediadas por nazistas

Delegado estadunidense faz uma aparição especial na reunião do Comitê Olímpico Internacional para colocar o apontamento e decisão de seu país. Os Estados Unidos da América decidem não fazer parte da próxima edição dos jogos de verão, caso ocorram na Alemanha como planejado.

Longe do esperado, os delegados parecem não se preocupar com a ausência do país que marca a maior presença desde o início dos jogos.

O representante austríaco traz a proposta das Olimpíadas terem duas sedes, colocando sua própria nação em pauta para essa tarefa tão honrada, tratando respectivamente das cidades de Berlin e Viena.

É apontado pelo mesmo delegado a construção de uma ferrovia para a interligação dos dois territórios. A pergunta é: "Como será possível concluir uma construção que na teoria demoraria três à cinco anos, em menos de seis meses?". Essa foi nossa pergunta ao delegado da Áustria que, além de afirmar que a imprensa é um órgão falacioso, nos respondeu de forma inconsistente sobre uma suposta tecnologia alemã ainda não conhecida que, segundo ele, seria capaz de construir essa ferrovia em um período mais curto.

Além dessa afirmação, o representante austríaco retoma que essa proposta seria sim benéfica para países receosos como Estados Unidos, pois, apesar de seu país e do governo nazista compactuarem, não significa que não interfeririam caso os mesmos tivessem uma atitude militar que prejudicasse algum dos atletas ou visitantes. Será que o governo austríaco está começando a acreditar que o governo alemão poderá ter alguma ação que precise de intervenção? É com essa indagação que continuaremos acompanhando essa agitada reunião.


5 visualizações
 Rua Santa Rita, 202 - Pari - São Paulo - SP
Fone: (11) 2292.3549
  • Facebook
  • Instagram