Buscar
  • Myllena dos Santos

Mulheres precisam aprender a lutar? Ou homens precisam respeitar? - ONUM

Em reunião da ONUM civilização canadense fala sobre ensinar mulheres “artes marciais”


No decorrer da sessão do dia 2 de outubro de 2021. As delegações presentes no debate iniciaram se organizando com a agenda dos assuntos que ainda tendem a ser debatidos nesse sábado. Logo no início do debate, a Itália cita ter como sua primeira-ministra uma mulher preta que mesmo em seu cargo sofre racismo em sua câmera. É isso poderia ser um reflexo pela sua herança histórica deixada pelo norte e sul da Itália, já que ambos no seu passado e presente tenham suas diferenças dentro da sua própria nação tendo uma rixa entre si, causando um racismo em sua própria nação.


Ainda no início do debate, Canadá teve a iniciativa de questionar como levaria essas mulheres para política. França comenta que precisa ter a quebra de gênero em vossas câmeras, já que desde 1997 até 2017 teve um crescimento de 28% de mulheres em sua câmera, diferente do Brasil que com que em 2017 que de toda câmera apenas 9% eram mulheres.





Ao decorrer do debate, o Canadá propõe para a proteção das mulheres que elas aprendam a lutar, “disponibilizando” recursos como “artes marciais”. Ensinar essas mulheres a lutar, seria uma forma de continuar empregando essa violência contra mulher em sua sociedade e incentivando o agressor, colocando ele em uma posição que estaria certo agredir a mulher dessa forma.


2 visualizações0 comentário