• juliarossiand

Salve Jorge se torna realidade na ONU Mulheres

O enredo da novela brasileira, Salve Jorge, se torna realidade e é a nova crise do comitê ONU Mulheres


Após a ONU Mulheres receber a notícia sobre o tráfico internacional de mulheres para fins sexuais, que tem como principal suspeito o Ministro do Turismo brasileiro, Marcelo Álvaro Antônio, que se encontra desaparecido, se iniciaram debates acerca de uma proposta de resolução da crise e como prevenir que coisas assim voltem a acontecer. O debate portanto, não está sendo tão produtivo quanto o esperado, e as mulheres continuam em situação preocupante.

As mulheres e crianças, na faixa de 14 a 35 anos, foram seduzidas por propostas de emprego como modelos e acabaram sendo vítimas do tráfico de pessoas para finalidades sexuais em países como os Estados Unidos, Reino Unido, Portugal e na Turquia, assim como na novela produzida pela Globo em 2012. Após um longo debate os delegados continuam andando em círculos e sem chegar a nenhum lugar.

Além de não estarem resolvendo a situação, delegações como a do Brasil jogam a culpa nas mulheres por não irem atrás de informações e aceitarem as falsas propostas, sendo que no Brasil um a cada quatro brasileiros vive sem acesso a internet, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua - Tecnologia da Informação e Comunicação (Pnad Contínua TIC) 2018. O tempo corre, e mesmo ao final de uma sessão inteira, os delegados não parecem chegar nem perto de uma resolução adequada.

Depois de uma longa discussão os delegados elaboram como documento de resolução para o escândalo do tráfico de mulheres onde se propõe; o acolhimento das mulheres atingidas pelo tráfico em espaços seguros e que as mesmas sejam sejam avaliadas física e mentalmente, é recomendado também o acompanhamento psicológico das vítimas, a fiscalização de rodovias e aeroportos a fim de impedir que o tráfico internacional de mulheres e crianças continue e propõe maior cooperação para melhores investigações do ocorrido.


3 visualizações
 Rua Santa Rita, 202 - Pari - São Paulo - SP
Fone: (11) 2292.3549
  • Facebook
  • Instagram